• consultoria de estilo - benefícios e resultados - juliana sena
    Benefícios e resultados da consultoria de estilo pessoal
  • como ter mais estilo-por juliana sena-consultora de estilo pessoal
    Como ter mais estilo?
  • montagem de look - consultoria de estilo - juliana sena
    Sexta etapa da Consultoria de Estilo: Montagem de looks
  • experiencia em lojas-consultoria de estilo-juliana sena
    Quinta etapa da consultoria de estilo - Experiência em lojas
Inscreva-se no canal

Coloque seu melhor email para receber as atualizações do blog!

Últimos vídeos

Eau de Cologne 4711_capa
Beleza, Cultura

A primeira fragrância e a história do perfume – parte II

No meu último post esse aqui, comecei a contar a história do perfume e hoje retomo esse artigo para dar continuidade a mais uma parte… Vem comigo!

O químico persa Avicena inventou o processo de destilação, que deu origem à confecção de óleos perfumados, basicamente de flores e ervas.

Foi na França, a partir do século XIV, onde se cultivavam flores, que ocorreu o grande desenvolvimento da perfumaria, permanecendo como o centro europeu de comércio de perfumes. Vem daí a expressão “perfume francês” que muitos dizem ao se referirem a perfumes importados.

Em 1792 o perfumista italiano Johann Maria Farina tomou como base a aqua mirabilis e criou a famosa Eau de Cologne 4711 – a primeira fragrância comercial da história.

propaganda da primeira fragrância

No século XIX as casa de perfume inglesas se juntaram às francesas, e utilizar perfumes dessas casas tornou-se símbolo de status. A alquimia (que consistia no uso de substâncias e técnicas naturais) deu lugar à química dos produtos sintéticos.

Depois do lançamento do famoso Chanel n° 5 em 1921, designers e estilistas do mundo todo perceberam que essa indústria fazia sucesso, e lançaram-se na busca do perfume perfeito.

Gostaram dessa continuação? No próximo mês tem mais! 😉

Qual o seu perfume preferido?

 

Acompanhem o blog nas redes sociais: Instagram | Pinterest | Facebook | Youtube

Previous Post Next Post
Faça um comentário Voltar ao topo